AGEDAM apresenta intenção de exportar água mineral gaúcha para China

Postado em Atualizado em

Manoel Dirceu, Marcelo Lopes, Erminio Vivian e Antonio Lumertz

Diretores da AGEDAM – Associação Gaúcha dos Envasadores de Água Mineral, reuniram-se nesta quinta-feira, 15/01/2015 com Marcelo Lopes, presidente do BADESUL Desenvolvimento – Agência de Fomento vinculada à SDPI – Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, afim de ouvi-lo a respeito da Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos, através de uma joint venture de natureza privada, composta por parceiros estatais e privados, brasileiros e chineses, tendo o Estado do Rio Grande do Sul e a província de Shenzhen como pontos focais

Na oportunidade Marcelo Lopes relatou sobre o grande interesse do governo Chinês nos produtos gaúchos, dizendo que: “A China devido sua grande população necessita consumir produtos de qualidade, já que sua grande industrialização acaba contaminando a produção de alimentos produzida no país”. A join venture anda a passos largos e teve grande aprovação no governo Tarso Genro,  agora o presidente do BADESUL prepara-se para apresentar ao novo Secretário da SDPI e ao Governador José Ivo Sartori, todas as tratativas feitas até agora para consolidação da parceria comercial.

Os representantes da AGEDAM apresentaram na ocasião a intenção de participar mais efetivamente do grupo que já conta com empresas do ramo de laticínios, frigorifico e outros. O Presidente Manoel Dirceu Ribeiro Neto, da Água Mineral Itati, disse que devido a sazonalidade do consumo da água mineral nos estados do sul, seria extremamente providencial, poder compartilhar a qualidade de nossa água mineral com o povo Chinês, pois alem de levarmos um produto de qualidade para o consumo do outro lado do mundo, estaríamos gerando empregos e receitas para o estado durante todo ano e não somente nos meses de verão em que a produção e consumo de água mineral crescem no RS.

O Conselheiro da AGEDAM, Antonio Moacir Lumertz, da Água Mineral Santo Anjo, indagou quais seriam as exigência para que as empresas gaúchas possam se adaptar os interesses chineses, tais como qualidades da água, certificados e outros; já o Conselheiro Erminio Vivian, da Água Mineral Campo Branco, lembrou para sabermos qual o tamanho das embalagens que há interesse no país, para que possamos saber quais empresas poderão enquadrar-se nas expectativas dos consumidores chineses.

O presidente Marcelo Lopes disse que a melhor opção para tentarmos comercializar ás águas gaúchas, é criar através da AGEDAM uma marca única que junte todas empresas capacitadas que cumpram as exigências internacionais de qualidade de alimentos, comprometendo-se em apresentar a proposta da AGEDAM aos parceiros chineses, bem como questioná-los sobre o interesse, as exigências e outras questões relativas a uma possível parceria. Assim que tiver novidades sobre as tratativas, as mesmas serão encaminhadas para o escritório de apoio administrativo da INTERSETORIAL.COM, com Adilson Correia Da Silva, que ficou responsável por repassar a comunicação entre entidades envolvidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s