Últimas notícias do evento

NOTA DE FALECIMENTO

Postado em Atualizado em

62339031_2065432813766029_3563601203772260352_nA Associação Gaúcha dos Envasadores de Água Mineral, comunica o falecimento da Sra. Leonor Ribeiro Netto (Dona lolinha), 93 anos, mãe de nosso presidente Manoel Dirceu Ribeiro e avó de nosso Conselheiro Gabriel Thiessen Neto.

A AGEDAM manifesta suas condolências a família Neto, e roga ao Criador do Universo que conforte a todos familiares e amigos neste momento de introspecção pela passagem de sua matriarca.

A Sra. Leonor Ribeiro Netto (Dona lolinha), era viúva de Darcy Netto, fundador da Indústria de Comércio e Bebidas Araçá, empresa que produz e comercializa a Água Mineral Natural Itati. Lolinha teve 2 filhos, Dirceu e o Dr. Odilon Ribeiro Netto, alem de 5 netos e 2 bisnetos.

O velório será hoje, quarta-feira, 12 de junho, na Capela 8, do Cemitério Parque São Vicente, Av. Santos Ferreira, 3721 – Centro, Canoas, com sepultamento às 18 horas.

 

AGEDAM PEDE O FIM DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

Postado em Atualizado em

tAs empresas associadas a AGEDAM – Associação Gaúcha dos Envasadores de Água Mineral, estiveram reunidas na última quarta-feira,  15/05/2019, com o Subsecretário Adjuntos da Receita Estadual, Sr. Edson André Moura, acompanhado dos Srs. Guilherme Comiram e Hugo de Góis, afim de solicitar o fim da substituição tributária (ST) sobre a água mineral comercializada no Rio Grande do Sul.

O pedido baseia-se na difícil situação financeira por que passam as empresas do setor, que perdem cada vez mais a capacidade de investimentos a curto e médio prazo, visto que necessitam fazer o recolhimento antecipado dos impostos incidentes sobre toda cadeia produtiva da água mineral o que ocasiona perca do fluxo de caixa e a diminuição do capital de giro. Em outras palavras, a Secretaria da Fazenda do Estado apresenta uma pesquisa de preços médios praticados pelos comerciantes finais, onde tiram um valor de pauta, em que as empresas precisam recolher o imposto devido pelos comerciantes antecipadamente.

A Associação tem acompanhado a disposição do Governador Eduardo Leite em retirar a ST de outros produtos, neste sentido acredita que a água mineral sendo um produto essencial a vida humana e que deveria estar na cesta básica dos gaúchos há muitos anos, deveria ficar mais acessível ao consumidor final.

“Esta é a terceira gestão do Governo do Estado que é procurada por nossa Associação, e em todas elas nos colocamos como parceiros para melhorar a arrecadação e evitar a sonegação de impostos, inclusive apresentamos a proposta da criação de um selo de controle fiscal para combater práticas ilegais no mercado, neste sentido esperamos reciprocidade ao clamor da categoria que sofre com a sazonalidade e com a grande crise financeira que aflige toda classe empresarial gaúcha, diz o Presidente da AGEDAM, Sr. Manoel Dirceu Ribeiro Neto”

A Secretaria informou que haverá uma nova prorrogação do benefício fiscal sobre as embalagens de 20 litros, por mais um ano. O representante da ABINAM – Associação Brasileira de Águas Minerais aproveitou para solicitar a extensão do benefício para todas demais embalagens, diminuindo significativamente o peso dos impostos sobre o produto em geral.

AGEDAM OFÍCIO 20190515001

 

Bento Gonçalves – RS, sediará Congresso Brasileiro da Indústria de Águas Minerais

Postado em Atualizado em

A ABINAM – Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais (www.abinam.com.br), realizará de de 09 a 11 de Outubro de 2019, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul (RS), o 28º Congresso Brasileiro da Indústria de Águas Minerais Expo-ABINAM´2019.

b-25

O evento reunirá empresas produtoras de água mineral de todo país, que vem ao estado para debater sobre diversos assuntos relativos a cadeia produtiva do produto, entregar prêmios e homenagens, mas principalmente discutir sobre os vários fatores que incidem sobre o setor.

Os participantes ainda poderão visitar a Expo-ABINAM´2019, onde uma série de fornecedores do setor estarão expondo máquinas, equipamentos, produtos para as varias fazes de produção do produto.

Os itneressados podem acessar o site do Congresso na página da ABINAM através do link http://www.abinam.com.br/materias.php?cd_secao=85&codant=&friurl=:-28o-Congresso-:

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 2018 – Edital de Convocação – 20180523

Postado em Atualizado em

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Convocação Assembléia Geral Extraordinária

Nos termos do Estatuto, convoco as empresas associadas, em dia com suas obrigações, para Assembléia Geral Extraordinária​, a realizar-­se 13/06/2018, às 10:30 horas em primeira convocação, e às 11:00 horas em segunda e última convocação, tendo como local a sede da AGEDAM, sito a Rua Major Sezefredo, 771, Bairro Marechal Rondon, Canoas, RS, em que será apreciada a seguinte ORDEM DO DIA: 1) Análise das Portarias SES-RS 947/2015 e 41/2018; 2) Assuntos Gerais.

Canoas, 23 de maio de 2018


Manoel Dirceu Ribeiro Neto ­​- Presidente
AGEDAM ­ Associação Gaúcha dos Envasadores de Água Mineral

 

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 2018 – Edital de Convocação –

20180523.docxCORREIODOPOVO20180523b

Representantes ABINAM e AGEDAM reúnem-se com Grupo Setorial de Bebidas da Receita Estadual

Postado em

32191415_10155796673724139_8135322534330499072_nA pedido da ABINAM – Associação Brasileira das Indústrias de Água Mineral, o Grupo Setorial de Bebidas da Receita Estadual, recebeu os dirigentes da entidade nacional e da entidade estadual (AGEDAM), para debaterem o relatório do Preço Médio Ponderado a Consumidor Final, que serve de base para cálculo do imposto devido por substituição tributária nas operações com água mineral.

Na oportunidade o Auditor-Fiscal da 16ª Delegacia da Receita Estadual, Sr. Hugo de Gois Dias, apresentou a metodologia usada para elaborar a pauta que é apresentada ao setor de bebidas, salientando que a pesquisa é foi realizada levando-se em consideração o maior número de variáveis possíveis, afim de que os valores ficassem o mais próximo dos praticados no mercado.

A pesquisa prevista para entrar em vigor a a partir de 1º de junho de 2018, foi gerada por sistema próprio da Receita Estadual, o qual analisou 12.209.424 mercadorias, em 5.375.613 de documentos fiscais, emitidos em 19.078 estabelecimentos comerciais, espalhados em 492 municípios do estado do Rio Grande do Sul, entre 01/02/2018 e 28/02/2018. A novidade apresentada nesta última pesquisa foi a inclusão da média ponderada por segmento em cada uma das embalagens.

Os representantes das indústrias de bebidas, solicitaram, que a próxima pesquisa, seja feita consulta prévia ao setor, para que o mesmo possa colaborar com sugestões, principalmente no que tange a volumetria, afim de evitar possíveis distorções nos valores praticados. Ainda, foi questionado o período da realização da pesquisa, pois o mês de fevereiro, além de ter menos dias, ainda acontece grandes eventos culturais e turísticos, que tendem aumentar o o valor dos serviços agregados ao produto, gerando aumento no preço final ao consumidor. A proposta da Receita Estadual é que se realize nova pesquisa, com base no mês de outubro, porém alertou que se a mesma for realizada, será necessário aplica-la, porém ficaria fixada anualmente neste período.

Estiveram representando o setor de bebidas, Leandro Marques, da Água Mineral Sarandi, e Diego Almeida, da Água Mineral Crystal, Fabíola Eggers, da Água da Pedra, Oneide Castro, da Fonte da Ilha, Ivan Oliveira, da Água Mineral Brisa Leve.

Mercado de água mineral gaúcho cresce 10% ao ano

Postado em Atualizado em

Workshop realizado na Envase Brasil, em Bento Gonçalves, discutiu a qualidade da água mineral. Estado tem 25 fontes e RS consome 80 milhões de litros por ano

carlos_lancia_jornal_pioneiro_24314073

Há pouco mais de 20 anos, a água mineral era considerada remédio. Os médicos receitavam a bebida para o paciente tomar. Atualmente, o líquido virou alimento e uma necessidade, já que a qualidade da água que chega às torneiras é muitas vezes questionada. O assunto foi tema de um workshop realizado ontem na feira Envase Brasil/Embala Sul.

O presidente da Associação Brasileira de Indústria de Água Mineral (Abinam), Carlos Alberto Lancia, disse que vinho e água caminham juntos.

— As duas bebidas são bíblicas. Há 25 anos, água mineral só era encontrada em farmácias — destaca.

O Brasil consome por ano 16 bilhões de litros – média de 50 litros por pessoa. No RS, o consumo alcança o número de 80 milhões de litros/ano. Para o presidente da Associação Gaúcha dos Envasadores de Água Mineral (Agedan), Manoel Dirceu Neto, o mercado gaúcho cresce 10% ao ano. Em parceria com o governo brasileiro, as associações estão desenvolvendo o selo fiscal. Ele será colocado nas tampas dos garrafões (bombonas) para garantir que as embalagens não sejam violadas.

Lancia e Neto asseguram que a qualidade das 600 fontes brasileiras de água (25 no RS) são de boa qualidade.

— Nossa fiscalização é muito rígida — assegura Lancia.

Fonte: Ivanete Marzzaro – O Pioneiro –  26/04/2018 | 07h55