Encontrei água mineral em minha propriedade, como posso empreender no setor?

Postado em Atualizado em

Perfurei um poço e encontrei água, será que é água mineral? Como faço para montar uma empresa?

Temos recebido incontáveis ligações de pessoas que perfuraram um poço em sua propriedade e querem saber se encontraram água mineral e se podem empreender na produção e comercialização do produto.

água de poço, do açude, do rio, da chuva, da torneira, do filtro nunca será água mineral, pois esta tem propriedades alimentares e medicamentosas advindas diretamente do subsolo.

A primeira coisa que a pessoas precisa saber, é que para perfurar um poço em sua propriedade, precisa pedir autorização da órgão regulador do meio ambiente em sua cidade ou estado. No caso do Rio Grande do Sul é a FEPAM no Portal de Licenciamento Ambiental ( clique aqui ).

Os trâmites burocráticos para legalizar a perfuração, contratar empresa especializada para perfurar e instalar a tubulação adequada para captação da água, sãos os primeiros investimentos que precisam ser feitos. Após a perfuração os interessados precisam coletar amostras da água e leva-las a um laboratório de análises onde serão analisadas as propriedades químicas, físicas e biológicas (bacteriológica) que irão orientar as decisões do empreendedor.

Existem muitas empresas e profissionais especializados na elaboração de projetos de montagem de uma empresa de água mineral. São consultorias que irão lhe orientar em todas as fazes iniciais de seu investimento, indo desde a análise da água, medição da vazão, até a produção das primeiras unidades do produto. É importante salientar que não basta investir na infraestrutura, mas antes de mais nada é preciso conhecer o mercado e suas nuances para saber se o seu investimento vale a pena. Um bom negócio parte pela elaboração de um plano de negócios completo, onde venha muito bem definido as possibilidades de ganhos de seu investimento, por isso, antes de contratar quem vai dizer como gastar o seu dinheiro, é preciso contratar alguém que vai dizer se você vai ganhar dinheiro.

O site do SEBRAE nacional possui um passo-a-passo de como montar uma empresa de engarrafamento de água mineral ( clique aqui ).

Quando ligam para AGEDAM, em geral querem saber quantas empresas existem, qual o consumo no estado, enfim, querem saber se vale a pena investir. Ao sermos questionados, informamos que existem mais de 30 empresas operando no Rio Grande do Sul, onde somente a metade é associada a AGEDAM, por isso não temos informações sobre a produção e consumo do produto, neste sentido aconselhamos que procurem a ANM – Agência Nacional de Mineração e a Delegacia Especializada em Bebidas da Secretaria da Receita Estadual para tentar conseguir estes dados.

Falando em ANM, este é órgão que faz o registro de intenções de explorar água mineral, bem como é o responsável por aprovar embalagens, rótulos e outros procedimentos. Esta e outras informações podem ser encontradas no Portal Água Mineral ( clique aqui ).

Empreender no setor de água mineral no Rio Grande do Sul é um grande desafio, pois o estado possui um clima muito sazonal que faz com que o produto seja bastante consumido nos meses de verão, mas pouquíssimo durante o inverno. O investimento mínimo inicial parte de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) ao ano. O tempo que um empreendedor leva para começar a produzir suas primeiras unidades, entre análises, autorizações, trâmites burocráticos, construções, compras, etc, é de no mínimo seis (6) anos, sendo que a maioria das empresas relatam que precisaram de mais seis (6) anos para começar a sobrar alguma coisa no faturamento, ou seja, levaram mais de treze (12) anos operando para começar a ter lucro. A maioria afirma que nunca conseguiu recuperar o investimento aplicado, pois toda vez que pensam que vão ter lucro, precisam investir novamente em manutenção, marketing, obrigações sociais, e em constantes modernizações que são necessárias para manter o negócio atrativo e competitivo.

Além da sazonalidade, o mercado de água no Rio Grande do Sul, enfrenta o problema de estarmos localizados nos confins do Brasil, tendo nossas fronteiras limitadas a estados e países que apoiam o empreendedorismo com muito incentivos fiscais, ao contrário de nosso Estado que possui pesada carga tributária, excesso de burocracia, e ainda temos que enfrentar uma grande concorrência desleal com empresas que sonegam impostos e comercializam produtos com preços muito abaixo dos praticados no mercado, prejudicando a si e a todas empresas do setor. Não obstante, empresas estabelecidas fora do estado, trazem consigo uma enxurrada de produtos a preços baixíssimos, marketing agressivo, e grande capacidade instalada de logística e distribuição.

Empresas de consultoria dirão a você que é um mercado pujante, com grandes resultados, mas não dirão quanto tempo e dinheiro precisará dispensar para obter resultados, portanto, pense muito bem antes de empreender no setor. Caso você tenha disponibilidade de capital, existem muitas empresas que se arriscaram antes de você, com toda infraestrutura pronta, aceitando propostas de aquisição.

Adilson Silva – Consultor Executivo – consultoria@intersetorial.com